Imediatismo

nature 254951 1920

 

“Todas as pessoas tomam os limites de seu próprio campo de visão, pelos limites do mundo.”
Arthur Schopenhauer

 

Sempre afirmo que as primeiras impressões só são as que ficam para os desavisados que, desatentos sobre as armadilhas de seu próprio olhar, não se dão conta que até as imagens construímos melhor com o tempo e uma observação atenta. Vivemos uma fase repleta de imediatismo. Enganamo-nos demasiadamente com os contornos ilusórios de uma realidade mediada, construída por lentes comprometidas com múltiplos interesses. Nossas percepções são contaminadas por virtualidades.

Sempre fui muito observadora e curiosa, o que me faz desconfiar em demasiado das primeiras impressões. Para mim, uma amizade, uma paixão, um amor ou afeto, a consideração e lealdade irrestrita, a admiração, são coisas construídas gradualmente. Nada imediatas ou mediadas. São resultado de uma conquista repleta de gestos ternos, ações consistentes, sensibilidade, disponibilidade, um caminho de reciprocidade e trocas que vão solidificando uma impressão que se delineia como se fosse um gesto de artista, que esculpe uma obra impar.

Christina Rocha

{jssocials}


Imprimir  
0
0
0
s2sdefault